quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

6/12/12 - 9:50 am - 30 graus

Ouvindo Benny Golson(jazz ) e lendo  El regresso de Inanna.....
A cada dia mais e mais intensidade interior, percepções aguçadas, comunicação mediúnica com a própria realidade holográfica criada por nós.....
Humildemente percebendo a responsabilidade....
Ao mesmo tempo uma paz inconfundivel, um estado natural quase sem necessidades...sem estimulos artificiais, sem a própria retórica exercitada durante esta vida e milenios mais....carregamos a ancestralidade.....
Agradeço
Agradeço 
Agradeço

E beleza vejo esféricamente.....

sexta-feira, 27 de abril de 2012

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

KRISHNAMURTI....

eu não tenho nome.
eu sou tão fresco quanto a brisa das montanhas.
eu não tenho paradeiro,
eu sou as águas corredeiras.
eu não tenho santuário como os deuses escuros
nem estou no escuro dos templos profundos.
eu não tenho livros sagrados,
nem sou eu, bem cozido nas tradições.
eu não sou o incenso montado nos altares mais altos,
nem a pompa das cerimonias.
eu não sou, nem estou
nas imagens gravadas,
nem nos cantos ricos das vozes melodiosas.
eu não estou atado,
contido pelas teorias,
nem corrompido pelas crenças.
eu não estou preso nas fronteiras religiões,
nem na agonia piedosa dos padres.
eu não estou atado pelas filosofias
nem seguro no poder das seitas.
eu nao sou baixo nem alto.
eu sou aquele que reza
e aquele para quem a reza é dirigida.
eu sou livre.
a minha canção é a canção do rio,
me chamando até os mares abertos.
vagando, vagando...
eu sou vida.
eu não tenho nome.
eu sou tão fresco quanto a brisa das montanhas.

krishnamurti

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

ORMES (ORBITALLY REARRANGED MONOATOMIC ELEMENTs), ORMUS, m-estado, AuM, microclusters, maná, Pedra Filosofal Elixir da vida.....

Desde os tempos dos egípcios antigos, os alquimistas trabalharam em segredo para produzir algo chamado a Pedra Filosofal, ou o Elixir da Vida.   
Acredita-se que os materiais que Hudson e outros investigadores acharam, estarem relacionados à Pedra Filosofal.   
Os materiais foram chamados ORMEs, ouro  monoatômico, ouro branco, ouro de pó branco, ORMUS, m-estado, AuM, microclusters, e maná.   
David Hudson chama os materiais que ele achou Orbitally Rearranged Monoatomic Elements ou ORMEs.  Ele também se refere a eles como elementos monoatômicos em um estado de alto-giro (high spin) Desde que Hudson patenteou seu processo para a obtenção e identificação destes elementos nós gostaríamos de sugerir que os termos ORMUS e m-state sejam usados quando se referindo a este estado da matéria.
Pensa-se que os materiais ORMUS ou m-state são elementos metálicos preciosos em diferentes estados atômicos. Os seguintes elementos AO LADO, têm sido identificados neste estado diferente da matéria (estes elementos, com exceção do mercúrio, são listados nas patentes de Hudson):
Vários investigadores, enquanto trabalhando independentemente, identificaram estes materiais neste estado diferente da matéria.  Eles chegaram a muitas das mesmas observações.   Estes elementos de m-estado foram observados exibir supercondutividade, superfluidez, Josephson "tuneling" e levitação magnética. Parece serem estes, uma classe completamente nova de materiais.  
Estes m-states elementos também estão presentes em muitos sistemas biológicos. Eles podem aumentar o fluxo de energia no microtubules dentro de toda célula viva. Parece que este estado de certos elementos foi conhecido ao longo da história.  Vários dos procedimentos para extrair ou fazer ORMUS foi adaptado de textos alquímicos antigos.  Nós acreditamos que a Pedra Filosofal e o maná Bíblico são ambas, variações neste estado da matéria.   Alguns textos alquímicos indicados relacionados à Pedra Filosofal são "Ciência Sagrada" por R.A. Schwaller De Lubicz e "Le  Mystere des Cathedrales" por Fulcanelli, disponível em Amazon.com. Outra fonte é "Química Oculta" por Leadbeater e Besant.  Um elemento monoatômico tem um átomo por molécula; um elemento diatômico tem dois átomos por molécula.
Certos elementos em monoatômica ou diatômica configuração podem formar uma estrutura estável onde todos os elétrons deles são Cooper emparelhada, e assim não estão disponíveis como elétrons de valência (mais sobre isto posteriormente).
Elementos nesta configuração são supercondutores à temperatura de quarto e exibem outros.  comportamentos físicos quânticos a uma escala visível.  Alguns destes  comportamentos físicos quânticos incluem:  
“Respostas anômalas para gravidade”. “Superfluidez”. “Atravessando objetos sólidos”.“Núcleos deformados em um estado de alto-giro”. 

Um termo para estes materiais é microclusters.  Foram descritos  Microclusters como segue em um foro de microclusters:   "Um microclusters é um agrupamento quimicamente inerte, pequeno, de átomos que têm estrutura cristalina definida. Eles podem ser sintéticos, porém para este trabalho uma suposição é que os microclusters naturais são formas comparáveis com o microcluster artificial. Pesquisa de Microcluster começou com ocorrências naturais. Agrupamentos existem como espécies moleculares que podem substituir e podem imitar vários elementos um ao outro. Microclusters podem ser tão grande quanto 200 ou mais átomos. Certos exemplos atômicos para cada átomo são raros; a raridade está devido a conceitos  químico físicos atuais. Pesquisa demonstrou aqueles micro-agrupamentos naturais são supercondutoras; eles são Cheshire nisso eles podem desaparecer e podem evitar descoberta química através de meios convencionais. A maioria, se não todos, tenha propriedades catalíticas; eles são magnéticos ou podem ser induzidos a ter propriedades eletromagnéticas; e eles podem formar íons inertes gigantescos que eu chamo Mega-íons. ““.                                                                                                 ORMUS E BECs
Físicos criaram no laboratório um estado novo da matéria recentemente (o qual nós acreditamos é relacionado a ORMUS). Este estado da matéria é chamado um Bose-Einstein Condensate (BEC) depois que Satyendra Nath Bose e Albert Einstein postularam a existência deste estado da matéria nos anos vinte.  
A teoria deles não foi "provada" até que foram criados BECs no laboratório em 1995 por Eric Cornell e Carl Wieman em Boulder, Colorado. Eles fizeram isto esfriando átomos a uma muito mais baixa temperatura que previamente tinha sido alcançado. Esta temperatura era um milionésimo de um grau sobre zero absoluto.  
Zero absoluto é a temperatura na qual todo movimento atômico cessa. Quando são esfriados átomos próximos ao zero absoluto, eles movem muito mais lentamente que quando eles estão à temperaturas normais. David Hudson postulou que os átomos de ORME dele têm uma temperatura interna natural que é muito perto de zero absoluto.  
Isto pode ser por que eles podem ser um Bose-Einstein condensate à temperatura  AMBIENTE e mais alto.  
Um Bose-Einstein Condensate é um grupo de átomos que estão todos no mesmo estado de quantum. Tal  grupo de átomos se comporta por conseguinte, de alguma maneira, como um único átomo. Supercondutoras são uma forma de BECs e assim são superfluidos.

TENTAR....

TENTAR: Foco no desejo, na intenção e foco no livre arbítrio dirigido para criar sua própria realidade…..

Seja o Elefante....

‎( esse texto é fulcral ou melhor visionário.. pois, se não te morres para a visão do limitado ainda que belo e magnético, como Despertarás para a Visão no Éter?
Deixe o elefante de tuas memórias dissolver-se... faça-te esse único e essencial favor)


" É fácil, também, de apreender que a visão do 3º Olho recorre a uma projeção da consciência ao exterior de si, através de uma vontade, de um dese
jo de ver, de perceber (a trama do passado, a trama do futuro), de perceber o outro através de suas emanações, mostrando-lhes a personalidade, através dos mecanismos, até mesmo, chamados de clarividência (estados mediúnicos), mostrando-lhes o invisível.
E estes seres, que vivem isso, não podem desconfiar um minuto que existe outra coisa que resulta, justamente, da parada de toda projeção em meio ao 3º Olho.

É o momento em que a projeção da consciência, em meio a este mundo, se interrompe, e onde o que é visto e percebido não resulta mais, justamente, de um mecanismo de projeção no exterior do que quer que seja, mas, sim, de um mecanismo de interiorização da Consciência no interior do Coração onde, aí, aparece uma Luz totalmente diferente (que não é mais um reflexo, mas que é a própria Vibração da Luz), onde a Luz é constituída (ou é constituinte) do conjunto do que é visto (sem qualquer irradiação no exterior), porque o que constitui a Luz não tem necessidade de irradiar já que a Luz está presente por toda parte.
Existem, então, mecanismos, além da Vibração, que, através mesmo do que é visto, são profundamente diferentes."


No Eyes - 20.11.11


http://toquenaunidade.com.br/destaques/no-eyes-20-11-2011/

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Um leve chamar!!!!!!!!

Qnd o silêncio aparece de forma natural, tudo ao redor entra na dança do aqui e agora!!!!! Um leve chamar, uma leve carícia, um leve sorriso... Andar de olhos fechados e a leve brisa de verão acariciar o rosto, em um voar com o todo sem paradeiro, sem saída e sem chegada... um improviso, uma harmonia no despertar...